Square news

Triathlon: conheça mais desta complexa modalidade

por Renata |

Nadar, pedalar e correr. Este é o triathlon: três modalidades em apenas uma competição. É um esporte olímpico desde 2000, mas ganhou grande repercussão com as provas de IronMan. O Triathlon teve início em 1974, quando amigos se reuniram para organizar um evento de natação, ciclismo e corrida. O vencedor foi Bill Phillips, um fisiologista de 46 anos, da San Diego University. O percurso foi de 4.500 metros de corrida, 8.000 metros de ciclismo e 400 metros de natação, com mais 3.200 metros de corrida novamente e finalizando com 400 metros de natação, bem diferente da competição atual.

Tipos de Triathlon

Existem diversos eventos de triathlon:

1 - Triathlon de Curta Distância

Sprint ou Short Triathlon: os atletas nadam 750 metros no mar, pedalam 20.000 metros e correm 5000 metros;

Triathlon Olímpico (desde Sidney 2000): 1.500 metros de natação, 40.000 metros de ciclismo e 10.000 metros de corrida;

2 - Triathlon de Longa Distância

Meio Iron (ou Ironman 70.3): 1.900 metros de natação, 90.000 metros de ciclismo e 21.100 metros de corrida;

Ironman: 3.800 metros de natação, 180.000 metros de ciclismo e 42.195 metros de corrida;

Ultraman, o atleta precisa nadar 10.000 metros, pedalar 421.000 metros e correr 84.000 metros.


Principais lesões

Todo o esporte normalmente pode causar algum tipo de lesão, ainda mais o triathlon que exige muito dos seus competidores. Estudos apontam que a maior incidência de lesões nesta modalidade é no joelho, tornozelo, ombros, mãos e cotovelos.

De acordo com a revista britânica The Journal of Sports Sciences, 50% das lesões ocorrem durante a corrida, 43% no ciclismo e 7% na natação, com maior incidência no joelho, principalmente entre os amadores. A idade do atleta não é um dos fatores determinantes para o surgimento de lesões, porém atletas com mais tempo no esporte apresentam mais lesões em comparação aos mais novos por acúmulo de sobrecarga.

Além disso, a participação em muitos eventos competitivos pode causar problemas, porque durante a competição o atleta pode ignorar dores para tentar atingir um nível de desempenho mais alto do que nos treinos.

O aquecimento inadequado antes de treinos e provas também pode causar problemas. Outro fator que pode gerar lesão são erros de técnica de corrida, por exemplo, ou pedalar em uma bicicleta que não está corretamente ajustada para o atleta.


Fique atento aos sintomas

Se você apresentar algum desses sintomas abaixo, verifique se pode estar com alguma lesão ou overtraining:

- Rápida perda de peso e falta de apetite;

- Aumento da irritabilidade, estresse, alterações de humor, ficar deprimido ou com fadiga severa para vários dias seguidos;

-Dor muscular persistente que não melhora com o repouso e recuperação;

-Insônia ou sono de má qualidade;

-Aparecimento com frequência de doenças virais e sintomas de resfriado.



Dicas para Prevenção de Lesões

- Faça exercícios para os músculos estabilizadores do abdômen e tronco (CORE), além de prevenir lesões, o fortalecimento dessa musculatura ajuda a melhorar a performance;

-compre um tênis de corrida bom e troque-o regularmente, normalmente o tempo de vida útil de um tênis é de 550 a 800 km;

- Respeite o tempo de recuperação do corpo e sempre faça um bom aquecimento antes da atividade;

-É importante ter um treino complementar com fortalecimento muscular e exercícios específicos, supervisionado por um preparador físico e também fazer trabalho preventivo com fisioterapeuta;

-Como o volume de treino desta modalidade é muito grande, é importante fazer um trabalho de recuperação com botas de compressão, liberação miofascial e banheira de crioimersão.